×

Conheça os acessórios e componentes para móveis

O móvel evoluiu para levar praticidade a você no dia a dia, algo proporcionado pelos acessórios e componentes para móveis

Publicado em 04/05/2023 | Por_Thiago Rodrigo

Em um passado não muito distante o mobiliário era, integralmente, de madeira. O tempo passou e novas tecnologias foram criadas. Se antes eram apenas dobradiças e corrediças que compunham o móvel, hoje há uma infinidade de acessórios e componentes que fazem parte do móvel. Eles facilitam o uso por você, dando diferentes níveis conforto durante o uso.

São denominadas ferragens, independentemente do tipo de metal fabricado ou função empregada. Grande parte destes produtos são feitos em aço, seja carbono (mais comum) ou inox (mais nobre), alumínio e zamac. Esse último tem ganhado cada vez mais espaço na fabricação dos puxadores devido à facilidade para o desenho de peças que exigem formas detalhadas e com melhor acabamento. Existem também acessórios produzidos em plásticos.

A escolha de uma boa ferragem é determinante para um bom desempenho de um ambiente como um todo. Quanto menos aparente, melhor, afinal, a ferragem deve garantir a funcionalidade sem interferir no design do móvel.

acessórios e componentes para móveis

Evoluções dos acessórios e componentes para móveis

Os acessórios e componentes evoluíram com o passar do tempo, de modo a, principalmente, proporcionar melhor usabilidade e praticidade pelo usuário.

O maior avanço foi nos sistemas de amortecimento “soft closing”, no qual praticamente todos os sistemas de abertura e fechamento de portas e/ou gavetas, contam com algum tipo de acessório para amortecer o movimento.

Gavetas com extração total e trilhos invisíveis, no qual não se vê a ferragem ao abrir a gaveta, são outra evolução. Esse produto faz muito bem sua função pois, ao mesmo tempo que é um ferragem funcional, esteticamente cria muito valor ao móvel, pois fica oculta na parte de baixa da gaveta.

Tipos de pintura de móveis

Articuladores elétricos, elevadores de TV, iluminação e produtos inteligentes para construção de móveis têm sido destaque em feiras e eventos do setor moveleiro, abrindo as possibilidades de projeto para a marcenaria e a indústria de móveis de alto padrão.

Por sua vez, puxadores que utilizam uma quantidade menor de material e que facilitam a colocação tanto pelo marceneiro quanto pela usuário final, se destacam. Em puxadores, os principais avanços tecnológicos ocorridos foram em torno da matéria-prima, principalmente nas resinas termoplásticas e aditivos.

Outra transformação foi no conceito dos acessórios e componentes para móveis. Buscam-se produtos exclusivos e capazes de, realmente, agregar valor ao móvel pela combinação entre estética e funcionalidade.

Com a evolução e com os espaços nas casas cada vez menores, os acessórios e componentes para móveis foram se adaptando a essa nova realidade com matérias-primas novas (plásticos de engenharia) e com releitura de materiais já utilizados (dobradiças de aço com mola), por exemplo.

Velhos e novos acessórios e componentes

Dentro das evoluções de acessórios e componentes para móveis, alguns tipos perderam ou estão perdendo espaço no mercado. As corrediças de roldana, por exemplo, estão perdendo espaço para as corrediças telescópicas. Todavia, as corrediças invisíveis já estão ganhando o lugar das telescópicas no mobiliário de alto padrão.

As gavetas metálicas estão cada vez mais presentes nas cozinhas brasileiras e os puxadores metálicos voltam a ganhar lugar frente aos perfis de alumínio comum. Uma tendência é o uso de portas de correr na cozinha, tanto para armários aéreos, quanto para grandes despensas.

As dobradiças comuns (sem sistema de amortecimento) também perdem espaço Primeiramente devido à escassez no mercado e, em segundo lugar, pelo avanço na linha de dobradiças com amortecimento integrado. Os articuladores e sistemas para gavetas estão cada vez mais ganhando espaço no lugar de dobradiças, que têm sido cada vez menos utilizadas.

Acessórios e componentes: qual é qual

Cada fabricante de ferragens pode definir sua linha e a sua forma de separar o que são acessórios e o que são componentes. Por sua vez, em teoria, os componentes são ferragens necessárias para a construção do móvel, como dobradiças, corrediças, enquanto os acessórios são os itens complementares, como cabideiros e rodízios.

Os acessórios agregam valor ao mobiliário – seja nos quesitos estético ou funcional. Podem ser acoplados aos móveis, como organizadores, porta-utensílios, cabideiros, escorredores, sapateiras, etc. Os puxadores, apesar de funcionais, tem um apelo decorativo.

Cada tipo de ferragem ainda conta com suas categorias. Dobradiças (de caneco, invisível, piano, etc.); corrediças (apoiadas, telescópicas e invisíveis); puxadores (de vários materiais diferentes como plástico, alumínio, zamac ou aço inox); dispositivos de montagem (VB, Rastex, parafusos, etc.); suportes de fixação (como cantoneiras e outros fixadores), sistemas de portas de correr (apoiados, suspensos, coplanares e sanfonados), sapatas e pés (sistemas reguláveis aparentes ou invisíveis dentro no móvel).

Tudo para oferecer o melhor para a funcionalidade e estética do mobiliário.

Avalie esse post:

Cadastre-se para receber tudo sobre móveis

    Você também pode se interessar por:

    3 dicas para criar espaços multifuncionais

    Entenda a tendência de decoração em 2024: o maximalismo

    Veja como o design de interiores impacta sua saúde e humor