×

Afinal, como escolher um guarda-roupa?

Escolher um guarda-roupa pode ser mais complicado do que você imagina. Ficou nervoso? Acalme-se, pois não vamos ajudar!

Publicado em 13/11/2019 | Por_Everton Lima

Cada cômodo tem um móvel que se destaca na decoração. No quarto, é comum que o morador acredite que a cama é a protagonista do ambiente. No entanto, a escolha de um guarda-roupa inadequado pode prejudicar todo o estilo do quarto — e ainda deixá-lo pouco atraente e funcional. Por isso, responder à pergunta: “Como escolher um guarda-roupa? ” é algo muito importante.

O primeiro passo é começar com uma boa faxina. Afinal de contas, depois de ver todos os itens que possui, o morador poderá classificá-los e descobrir o tamanho ideal do móvel que você precisará.

Essa é apenas a primeira recomendação para comprar um guarda-roupa. No decorrer deste artigo, vamos dar mais dicas. Então, continue com a gente!

Porta de correr ou de abrir?

Ambos os modelos são bem-vindos, mas o que vai definir qual deles é o recomendado para o seu quarto é a distância do guarda-roupa com a cama. Se você tiver pouco espaço, é bacana ficar com os modelos de porta de correr, pois eles contribuem para o uso inteligente do espaço em locais menores.

Agora, se você tiver uma boa distância entre os dois móveis, pode ficar com os modelos de abrir, já que eles permitem uma visualização ampla das roupas guardadas.

Guarda roupas de duas portas de correr. Peça do catálogo da Kappesberg
Guarda roupas de duas portas de correr. Peça do catálogo da Kappesberg

Em alguns casos, o problema da falta de espaço entre a mobília nem é culpa da metragem do quarto, mas da disposição errada dos móveis. Por isso, faça testes e verifique onde a sua cama fica melhor localizada, contribuindo para o seu sono, mas sem matar a decoração do quarto.

Quantas portas?

Nada mais bonito para a decoração do que um guarda-roupa enorme, não é mesmo? Não! Esse é um erro muito comum: comprar móveis desnecessariamente grandes. A quantidade de portas dependerá de dois fatores: tamanho do quarto e quantidade de objetos que serão guardados.

Um móvel grande deve respeitar a metragem do quarto. Peça do catálogo da Móveis Lopas

Resolvida essa equação, você poderá escolher o modelo ideal para as suas necessidades. Lembre-se de que não é porque o móvel estava lindo no mostruário da loja que ele combinará com a sua casa. É preciso ter cautela na hora de comprar.

Devo comprar guarda-roupa infantil?

Primeiramente, se você está decorando o quarto do seu filho, a escolha dos móveis deverá obedecer à idade da criança. Por exemplo: móveis com temática infantil podem não ser recomendados para crianças que já estão entrando na pré-adolescência (11 e 12 anos), pois elas deverão mudar seus interesses em breve.

Ademais, não se esqueça do tamanho da mobília. É importante que a criança tenha autonomia no seu quarto, podendo pegar suas roupas e brinquedos sem depender dos adultos.

Portanto, você pode, sim, comprar móveis infantis, mas, como eles têm alta durabilidade, é importante avaliar se eles atenderão às diferentes necessidades do seu filho ou se precisarão ser trocados em breve.

Como escolher as divisões do guarda-roupa?

As divisões de um guarda-roupa se classificam em: gavetas, cabideiros e prateleiras. A predominância de um desses espaços dependerá das necessidades do consumidor. Aqui, novamente, recomendamos que você já tenha classificado os seus objetos pessoais.

Um guarda-roupa que priorize os cabides, deverá ter uma profundidade maior. Portanto, móveis para quartos pequenos dificilmente atenderão essa demanda. Nesse caso, você pode usar araras de roupas na decoração para poder complementar.

Já as gavetas servem tanto para guardar peças íntimas como documentos, perfumes, etc. Em caso de falta de espaço para um guarda-roupa com muitas gavetas, você pode recorrer às cômodas, usando-as ao lado ou na frente da cama, como suporte da televisão.

Divisória do guarda-roupa
A quantidade de divisórias dependerá das necessidades individuais. Peça do catálogo da Móveis Lopas

O espaço de cima do móvel não deve ser desperdiçado. Use-o para colocar caixas organizadoras, malas, etc. É possível desobstruir a parte de dentro da mobília colocando algumas coisas em cima dela.

Outro ponto importante: se você tiver muitos sapatos e tênis, analise a possibilidade de comprar uma sapateira para não congestionar o seu guarda-roupa.

Qual é a cor ideal de guarda-roupa?

A indústria de móveis oferece uma variedade de tons e texturas. Caberá ao consumidor escolher a peça que melhor represente o seu objetivo com a decoração.

Móveis brancos têm a vantagem de combinar com praticamente tudo e de contribuírem com a iluminação do quarto. Aliás, quando têm espelhos em sua porta, eles podem ajudar a transmitir a sensação de amplitude.

Guarda-roupa branco
Peças claras e com espelho podem ajudar a transmitir a sensação de amplitude. Peça do catálogo da Móveis Albatroz

Da mesma forma, os guarda-roupas em tom de madeira (mais clara ou escura) transmitem aconchego e podem compor um belo ambiente, como uma decoração mais rústica ou bucólica.

No entanto, se você quer um quarto mais moderno e requintado, os tons mais escuros, incluindo o preto, podem cair como uma luva na sua decoração.

Por fim, agora que você sabe como escolher um guarda-roupa, deve ter percebido que não dá para comprar a primeira peça que se encontra, não é mesmo? É preciso pesquisar muito, analisar as suas necessidades e definir o seu objetivo com a decoração.

Além disso, o consumidor deve sempre estar atento à durabilidade superficial da peça Por isso, preparamos um artigo especial sobre revestimentos — algo que todo consumidor de móveis deve conhecer.

Avalie esse post:
[Total: 1   Average: 5/5]

Siga nossa página no instagram e fique por dentro das novidades

@moveisparacasa.oficial
Móveis por ambiente

Cadastre-se para receber tudo sobre móveis

    Você também pode se interessar por:

    Nichos são ótima opção para diferentes ambientes da casa

    Já pensou em apostar no uso do MDF no teto?

    Bancada de cozinha colorida é tendência